«

»

A Comunicação e disseminação do Projeto Life-Relict

Durante o mês de novembro (2019), a equipa do Life-Relict tem vindo a desenvolver várias comunicações em congressos e seminários sendo estas parte integrante do plano de comunicação do Projeto e fundamentais para a conservação da natureza, em geral, e das Relíquias da Laurissilva Continental, em particular.

Foi neste sentido que o Life-Relict foi ao seminário do LIFE Imperial, em Castro Verde, com uma comunicação oral inserida no Painel “Educação, Sensibilização e Comunicação” como o objetivo principal de apresentar a estratégia do projeto para a consciencialização pública e divulgação (foto 1).

Dias a seguir, o Life-Relict foi apresentado aos alunos do ensino secundário da Escola de Gouveia, no âmbito da semana da cultura científica organizada pelo Agrupamento de Escolas de Gouveia. Através desta palestra intitulada “Serra da Estrela – Conhecer para conservar”, o prof. Carlos Pinto Gomes, da Universidade de Évora, falou aos alunos presentes sobre o clima, a história geológica, a flora e a vegetação da Serra da Estrela bem como sobre as ameaças à conservação das espécies raras, como é o caso dos Azereiro – espécie-alvo de conservação do projeto Life-Relict. Esta ação teve como principal objetivo a sensibilização e educação ambiental da comunidade escolar sobre a importância de preservar espécies relíquias da Laurissilva Continental (Foto 2).

Posteriormente, a metodologia para a avaliação dos serviços do ecossistema nas áreas de intervenção do Life-Relict foi apresentada no III Congresso Luso-Extremadurense “Ciência e Tecnologias” em Évora (Foto 3).

Clique nas imagens para ampliar

1

2

3