Ações de Sensibilização

A ação E1 apresenta a média de execução das respectivas sub-ações.

O presente site está online desde Marte 2018, com informações em português e em inglês. Aqui podem encontrar notícias, eventos, publicações, fotografias entre outros artigos de interesse. Desde o seu lançamento, até o final de 2019, teve 42 067 visualizações e é atualizado com muita regularidade.

O mesmo acontece com a página do Facebook (www.facebook.com/Life-Relict), que tinha no final de 2019,  652 “gostos”, mas com 708 seguidores desde o seu lançamento em fevereiro de 2018.

Os painéis informativos sobre o projeto estão terminados e brevemente serão implementados no terreno.

As versões digitais dos painéis podem ser descarregadas na página dos materiais de divulgação.

Esta sub-ação ainda não começou, uma vez o seu início está previsto para janeiro de 2021.

 

 

A ação E2 apresenta a média de execução das respectivas sub-ações.

Em 2019, os conteúdos e o design destes folhetos informativos foram terminados, estando agora em fase de impressão. De notar que estes folhetos têm um formato muito original, pois, além de uma parte informativa sobre o projeto, possuem também postal de correio. Espera-se assim que sejam enviados para amigos e familiares dos recetores destes folhetos e, consequentemente, aumentar a abrangência das pessoas sensibilizadas para a importância da conservação das Relíquias da Laurissilva Continental.

As versões digitais dos folhetos podem ser descarregadas na página dos materiais de divulgação.

No final de 2019, já se tinha dado início à produção de conteúdos para as exposições, sendo uma exposição relativa à Adelfeira e outra ao Azereiro. Cada exposição será composta por cerca de 5 roll-ups que, quando concluídos, circularão por locais estratégicos dentro das várias áreas de intervenção do projeto para que possam alcançar mais membros da população local bem como todas as partes interessadas e, desta forma, contribuir para a sensibilização sobre a gestão e conservação das Relíquias da Laurissilva Continental.

Em Outubro de 2019, iniciou-se a parceria com a Associação Almargem, entidade gestora da Via Algarviana, no sentido de incorporar uma pequena rota circular sobre as Adelfeiras, na Serra de Monchique. Esta pequena rota, já em processo de ser marcada e sinalizada, irá ter vários materiais de divulgação associados, como por exemplo, painéis, folhetos e áudio-guias.

Vários têm sido os esforços feitos pela equipa do Projeto para disseminar notícias pela comunicação social portuguesa. A tabela seguida mostra os indicadores alcançados até ao final de 2019.

 

Para conhecer as as notícias sobre o projeto, por favor, veja a página sobre a Imprensa.

Desde o inicio do projeto que promovemos o Life-Relict no evento “Cabeça, Vila Natal ”, na vila de Cabeça.

Em 2017, montamos uma exposição em que os visitantes puderam aprender sobre o Projeto e a importância da conservação de habitats sendo que a organização estimou que 15.000 pessoas visitaram “Cabeça, Aldeia Natal”. Em 2018 e 2019 organizou-se várias visitas interpretativas à floresta de Prunus lusitanica. As atividades consistiram de uma caminhada de pedestres (3 km) nos arredores de Cabeça e fazia parte do programa “Aldeia Natal”. Já em 2019, promoveu-se um magusto no forno comunitário da aldeia.

Pode consultar aqui as notícias com imagens sobre as ações de divulgação em 2017, 2018 e 2019.

 

 

 

 

A ação E3 apresenta a média de execução das respectivas sub-ações.

As ações de educação ambiental estão a decorrer nas escolas dos Municípios de Monchique e Seia, desde 2019 sendo que, cerca de 160 estudantes de Monchique já tiveram a oportunidade de conhecer o habitat das adelfeiras bem com as caraterísticas da espécies e, cerca de 22 alunos do pré-escolar e do 1º ciclo de Seia, ficaram a conhecer o habitat do azereiro em Casal do Rei. Adicionalmente, em setembro de 2019, o parceiro do Projeto CMSeia criou para o Life-Relict, um projeto educativo que se chama “Da árvore para a floresta”. Este é direcionado ao ensino primário e as atividades inclui várias sessões no CISE (Centro de Interpretação da Serra da Estrela) ao longo dos próximos dois anos escolares, e uma visita à área do Projeto no final de cada ano. Até agora, já se realizaram 4 sessões com cerca de 60 alunos, 4 professores do ensino básico e um professor do pré-escolar.

Pode consultar aqui algumas notícias com imagens sobre as ações de educação ambiental em Monchique e Seia.

Esta sub-ação ainda não começou, uma vez o seu início está previsto para setembro de 2021.

Esta ação está em progresso.

Das cinco sessão de sensibilização e esclarecimento à população local nas áreas de intervenção da serra da Estrela, já realizámos duas.

Adicionalmente, fizemos uma sessão extra na Vila de Orvalho. veja AQUI a notícia sobre o assunto.

A 1ª ação de plantação com voluntários decorreu no final do ano de 2019, em Cabeça, Seia. 

Clique nas imagens para ampliar

 

 

 

 

 

 

 

A ação E4 apresenta a média de execução das respectivas sub-ações.

Esta ação está em progresso.

Dos três seminários de divulgação científica esperados, já realizámos um na Universidade de Évora, em 2018.

Pode consultar as notícias com imagens sobre o 1º Seminário em 2018 e aceder ao Livro de Resumos AQUI.

Esta ação está também em progresso. Das quatro jornadas técnicas esperadas, até ao final de 2019, já tínhamos realizado duas.

Adicionalmente, no início de 2020 realizámos mais uma que não está contabilizada neste progresso.

Pode consultar aqui as notícias com imagens sobre as Jornadas Técnicas de 2018, 2019 e a mais recente em 2020.

Até ao final de 2019, estivemos presentes em cerca de 16 eventos, entre eles, seminários e congressos nacionais e internacionais.

Em suma, apresentámos 23 comunicações orais e 2 posters para um público estimado de cerca de 1134 pessoas.

Pode consultar aqui algumas notícias com imagens sobre as representações em Seminários e Congresso: Comunicação e disseminaçãoCongresso do Life Priolo;

Esta ação continua em progresso e até ao final de 2019 foram realizadas 16 palestras para cerca de 289 alunos universitários.

Conheça o cartaz da aula aberta do dia 11 de março 2019 e a respectiva notícia com imagens.

Esta sub-ação ainda não começou, uma vez o seu início está previsto para janeiro de 2021.

 

 

A ação E5 apresenta a média de execução das respectivas sub-ações.

Esta ação está em progresso. Até ao final de 2019, vários foram os contactos feitos pela equipa do Life-Relict com outros projetos LIFE, nomeadamente:

  • LIFE IAS Free Habitats (LIFE16 NAT/BG/000856);

  • LIFE ALNUS (LIFE16 NAT/ES/000768);

  • LIFE IN COMMON LAND (LIFE16 NAT/ES/000707);

  • LIFE CAPACITY (LIFE14 CAP/PT/000004);

  • LIFE WW4ENVIRONMENT (LIFE08 ENV/PT/000237);

  • LIFE CiP (LIFE12 ENV/FR/001113);

  • LIFE AGUEDA (LIFE16 ENV/PT/000411);

  • LIFE Food & Biodiversity (LIFE15 GIE/DE/000737);

  • LIFE CERSUDS (LIFE15 CCA/ES/000091);

  • LIFE ELCN (LIFE16 PRE/DE/000005);

  • LIFE CHARCOS (LIFE12 NAT/PT/000997);

  • LIFE LINES (LIFE14 NAT/PT/001081);

  • LIFE SARAMUGO (LIFE13 NAT/PT/000786);

  • LIFE MONTADO ADAPT (LIFE15 CCA/PT/000043);

  • LIFE SWSS (LIFE14 ENV/PT/000508);

  • LIFE RENDER (LIFE16 ENV/ES/000173);

  • LIFE DeNTreat (LIFE16 ENV/IT/000345);

  • LIFE FLUVIAL (LIFE16 NAT/ES/000771);

  • LIFE Dairyclim (LIFE14 CCM/BE/001187);

  • LIFE OPTIMELT (LIFE15 CCM/NL/000121);

  • OPAL (LIFE14 CCM/FI/000254);

  • LIFE ADAPTATE (LIFE16 CCA/ES/000049);

  • LIFE Biodiscoveries (LIFE13 BIO/PT/000386);

  • LIFE VIDALIA (LIFE17 NAT/PT/000510);

  • LIFE WolFlux (LIFE17 NAT/PT/000554);

  • LIFE GreenShoes4All (LIFE17 ENV/PT/000337);

  • LIFE AGUA DE PRATA (LIFE17 CCA/PT/000076);

  • LIFE IP AZORES NATURA (LIFE17 IPE/PT/000010);

  • PROVIDUNE (LIFE07NAT/IT/000519);

  • LIFE RESMARIS (LIFE13 NAT/IT/000433);

  • LIFE PRIOLO (LIFE12 NAT/PT/000527).

 

Ação em contínuo progresso até ao final do Projeto.

Foram efetuados contatos com os Municípios que albergam as comunidades-alvo do Life-Relict de forma a oferecer apoio técnico-científico para a correta gestão e consequente, replicação das ações C’s do Projeto. Até ao final de 2019, quatro municípios, nomeadamente, Mação, Pampilhosa,  Oleiros e Proença-a-Nova, demonstraram interesse e iniciaram alguns trabalhos. Adicionalmente, o ICNF replicou algumas ações C’s na Mata da Margaraça (fora da área de intervenção do Life-Relict).

Já no início de 2020, assinou-se um protocolo de colaboração com o GEOTA. Pode clicar AQUI para saber mais sobre este protocolo.

 

 

 


Para mais informações sobre outras ações, por favor, clique nas seguintes imagens: